fechar list menu - Academia Shaolin Valinhos
Templo Shaolin

O Templo Shaolin é considerado importante para os chineses, tanto no aspecto marcial, como religioso e filosófico. Comumente relacionado com o Budismo na China, origem do Zen Budismo e do wushu de shaolin, tem exercido influência em todo o mundo durante seus mais de 1500 anos. Construído em 495 d.C., durante a Dinastia Wei do Norte, localizado em Songshan, perto da cidade de Denfeng, província de Henan, tinha como propósito servir de lar a um monge indiano que viera pregar e traduzir os textos budistas. De acordo com documentos, foi construído no 19° ano do reinado de Xiao Wen (Wei do Norte) para abrigar o monge indiano Ba Tuo e seus dois discípulos chineses Weiguang e Weineng, que estavam traduzindo textos e ensinando o Budismo Hinayana. O nome Shaolin se da devido o templo se encontrar na floresta aos pés do monte Shaoshi,tendo como significado “Jovem Floresta” (shao= jovem, novo lin=floresta), porém em um significado mais aprofundado pode se traduzir como “Templo do Monte Shaoshi”. Neste tempo não se encontram relatos de habilidades marciais dentro do Templo. Aproximadamente em 520 d.C., outro monge viaja a China, seu nome era Bodhidharma. Nasceu em uma família real do sul da Índia, por volta de 470 d.C., sendo orientado no Budismo sobre a tutela do mestre Prajnata (27º patriarca do Budismo). Tornou-se 28° patriarca e seguindo as orientações de seu mestre segui em peregrinação pela China afim de divulgar o Budismo. Percorreu por quase toda a China, formando discípulos. Em certa época, Da Mo – foi como ficou conhecido na China, foi convidado pelo Imperador Wu Di da Dinastia Liang a ir até seu governo. Wu Di esperava por méritos por estar ajudando a traduzir textos budistas para o chinês e não compreendendo os ensinamentos de Da Mo (que eram mais pratico do que salvacionista e ritualista) ficou muito irritado e aborrecido, mandando Da Mo embora de seu reino. Bodhidharma continuou sua missão até chegar em Shaolin. Diz a história (misturada com estória e conto popular), que Da Mo entrou em uma caverna perto do pico Wuru e por lá se sentou em meditação por nove anos. Sua contemplação durante estes anos gerou a imagem de seu rosto na parede, podendo ser vista até nos dias de hoje. Ao ingressar no templo, viu que os monges estavam fracos e alguns debilitados não podendo praticar por horas a meditação. Com isto, para resolver tal problema, Da Mo passou a ensinar exercícios de respiração, similares ao yoga (Da Mo aprendeu yoga, vayramushti – arte dos guerreiros hindus e alguns relatam também que aprendera o wu qin xi), para fortalecer seus corpos e mentes. Tais exercícios estão registrados em dois livros (manuais): Shi Sui Jing – tratado da lavagem da medula e Yi Jin Jing – tratado da flexibilização dos tendões. A Província de Henan estava dividida entre as dinastias Wei e Liang e as ameaças de bandoleiros e assaltantes eram freqüentes aos monges, assim desenvolveram o aspecto de combate das técnicas ensinadas por Da Mo ficando conhecidas como Shi Ba Luo Han Shou, “As Dezoito Mãos de Luo Han. Do aspecto religioso, após sair da caverna e implantar a meditação e seus conceitos aos monges, Bodhidharma criou o ramo budista denominado Chan, ou Zen Budismo.

O Zen Budismo é baseado na idéia de que, já que todos os seres sencientes têm uma natureza búdica, para atingir a iluminação é apenas necessário descobrir este Buda interior. – Hsing Yün. Após sua morte há uma lenda que diz: anos depois de sua morte um oficial chinês encontrou Bodhidharma andando nas montanhas da Ásia Central, calçado apenas com uma das sandálias. Da Mo disse-lhe que estava a caminho de volta à Índia.

Os monges ao saberem desta história abriram o tumulo de Da Mo e encontraram apenas o outro par da sandália. Sua contribuição à filosofia chinesa é enorme e ficou marcada para sempre na historia, como também para as artes marciais, integrando o treinamento mental com o treinamento físico. Mas é bom ressaltar que o wushu chinês e nem o kung fu shaolin são criações de Bodhidharma, já que, o wushu sempre existiu antes de Da Mo e independente do Templo. No final da Dinastia Sui (581–618 d.C.) há uma história muito conhecida dos monges ajudando Li Shimin, do estado de Qin, derrotar Wang Shichong, do estado de Zheng. Com apenas 13 monges liderando as pessoas locais a um ataque a Wang, Li Shimin saiu-se vitorioso.

Concedeu muitas gratificações aos monges e nomeou Tan Zong como general sênior. Li Shimin acabou-se tornando o primeiro imperador de uma nova dinastia, a Tang. Há muitas outras historias de envolvimento dos monges e de suas habilidades marciais. Anos mais tarde, Chue Yuan (Zhue Yuen), o monge superior (abade) de shaolin viajou pela china para aprender o wushu de várias regiões e convidando os melhores lutadores à Shaolin. Durante sua viajem conheceu Li Sou e Bai Yu Feng (famosos artistas marciais), ingressando-os como monges ao Templo Shaolin. É creditado a Bai Yu Feng a melhoria destas técnicas aliando com as que já conhecia, aumentando a gama de técnicas para 170. Também dividiu a arte shaolin existente em 5 animais: Dragão, Tigre, Serpente, Leopardo e o Grou. Isto ficou conhecido mais tarde como o Shaolin Quan ou o Shaolin Kung Fu. Durante todas as Dinastias, pode ter a contribuição em sua arte por diversos generais, poetas, filósofos e pessoas famosas, incluindo o uso de armas e etc, tornando-se assim o mais completo e conhecido sistema de wushu do mundo. O Templo Shaolin e as artes marciais foram proibidas e banidas durante a dinastia Qing, devido o medo do imperador das habilidades dos monges, e estes treinavam secretamente, como também todos os mestres da época que residiam fora do templo.

E de uma época onde era considerado o Templo n° 1 abaixo do céu, com seus milhares de monges guerreiros, reduziu-se a umas centenas deles. Na sua história o templo Shaolin foi afetado por incêndios e algumas traições. E o incêndio mais catastrófico ocorreu em 1928, quando as tropas de Jiang Jie Shi (xian kai xek), um general da guerra, ateou fogo ao templo, que queimou por dias, destruindo valiosos documentos que relatavam a história do templo e o desenvolvimento de sua arte. As estruturas que sobreviveram ao incêndio foram a Entrada da Frente, o Salão de Convidados, o Pavilhão Bodhidharma, o Salão do Manto Branco, a Floresta das Placas de Pedras e a Câmara dos Mil Budas. Em 1983, havia apenas 5 monges residindo no templo e sua popularidade e historia estava em baixa, mas graças aos incentivos do governo em popularizar o wushu e filmes como “O Templo de Shaolin” de Jet Lee, este triste problema mudou. Hoje é um ponto turístico mundialmente conhecido tanto pela sua arte marcial como por sua religiosidade. Ainda existem muitos monges residindo no templo, se ocupando da pratica budista, deveres no templo e pratica de kung fu. Também organizam demonstrações por todo o mundo. Mas a maioria das antigas técnicas já não existe mais, se perderam durante a longa historia do mais famoso templo do mundo, o Shaolin. Infelizmente, dos muitos estilos antigos pouco sobreviveu e o que existe hoje em Shaolin é a reminiscência destas técnicas milenares e estilos recentes. Paralelamente, os outros templos também desenvolveram seus estilos durante os anos, como por exemplo os templos de Fujian (Fukien -estilos do sul) e Wudang (na qual se credita a origem do Tai Chi por Zhang San Feng).

História

Fique sabendo de tudo o que acontece na nossa academia
 

Templo Shaolin

O Templo Shaolin é considerado importante para os chineses, tanto no aspecto marcial, como religioso e filosófico. Comumente relacionado com ...

Leia mais

 

O Mosteiro de Shaolin

O mosteiro de Shaolin e suas influências   Erguido em 495 d.c. no meio de uma floresta no sopé da montanha Song, ...

Leia mais

 

Arte Marcial Chinesa

A origem da arte marcial chinesa   A discussão sobre a verdadeira origem das artes marciais chinesas não é mais uma incógnita; ...

Leia mais

 

Shaolin do Norte

Dentre os diversos sistemas que foram ensinados no Templo de Shaolin, está as 10 mãos de Shaolin. Tal sistema foi ...

Leia mais

 

Mestres

CHAN KOWK WAI (CHEN GUO WEI) Nasceu em 1936 em Taishan, província de Guangdong. Aos quatro anos de idade assistia escondido ...

Leia mais

 

Estilos que o mestre Chan ensina

Choy Lei Fat Originário do Sul da China, este estilo foi criado por volta do século XIX por Chan Heung (Chen ...

Leia mais

 

Dança do Leão

A dança de leão (舞狮 - wǔshī) é uma arte cerimonial que consiste na manipulação de um leão chinês performada ...

Leia mais

 

Dança do Dragão

A Dança do Dragão foi originada durante a Dinastia Han e começou pelo chinês que mostrou grande respeito para o ...

Leia mais